Regulação do fluxo luminoso de luminárias LED

pm_01

Vários componentes de uma luminária LED

Com a proliferação de luminárias de LEDs na industria de Iluminação torna-se importante analisar a forma como é conseguida a regulação de fluxo luminoso nestas mesmas luminárias.2

Em teoria é possível regular o fluxo luminoso de todos os LEDs, no entanto são frequentes os casos em que ocorrem problemas quando se procede a esta operação.

Um dos fenómenos mais inconvenientes é o fenómeno de “flickering” e este acontece quando as LEDs emitem luz de uma forma intermitente similar a uma luz pisca-pisca. Outro problema ocorrente é a produção de ruído, este ruído pode estar presente nos dimmers, nos LED drivers ou mesmo em lâmpadas de LEDs que têm o LED driver incorporado. Este fenómeno é particularmente indesejado quando se trata de projectos residenciais.

Uma luminária de LEDs é composta por vários componentes. Estes são os LEDs, a parte óptica, o LED driver, o dissipador de calor1 e chassis da luminária que agrupa todos estes elementos juntos.

O LED é um componente electrónico que produz luz quando percorrido por corrente eléctrica, a parte óptica é geralmente feita de matéria plástica e serve para definir o tipo de distribuição luminosa da luminária, o dissipador de calor como o nome indica ajuda a dissipar o calor produzido pelo LED e o LED driver converte a tensão da rede numa voltagem mais baixa adequada ao LED. Por vezes o LED driver está localizado no exterior da luminária, sendo chamado de “remote driver” na designação inglesa.

Quando se pretende regular a fluxo luminoso de uma luminária LEDs adiciona-se um outro componente chamado dimmer. Este pode variar directamente a tensão de rede na entrada do LED driver ou pode ser um dimmer de baixa tensão ou digital que está ligado a uma entrada especial do LED driver. Este segundo tipo é geralmente o mais indicado, isto porque existe uma separação entre o circuito de potência ligado à tensão da rede e o circuito de controlo que operando a uma tensão mais baixa informa o LED driver de qual o nível de regulação pretendido para a luminária de LEDs.

Em baixo podem-se ver os dois tipos de ligação descritos.

pm_02

Dois esquemas diferentes de Dimmer, driver LED e luminária LED.

Em qualquer dos casos é fundamental que exista compatibilidade entre os vários componentes integrantes deste sistema. Alguns fabricantes de LEDs e também fabricantes de dimmers fornecem tabelas de compatibilidade com combinações que foram testadas com sucesso. Para além destas tabelas é recomendável que sempre que possível e em aplicações particularmente sensíveis sejam realizados testes com os equipamentos especificados para o projecto. Estes testes são importantes uma vez que factores como distância total de condutores, tipo de condutores e numero de luminárias em cada circuito podem influenciar o resultado final da regulação de fluxo luminoso das luminárias de LEDs.

Pedro Martins

1 CEDIA Investor in people: Dimming LED Lamps White Paper. CEDIA ©, 2014.
2 LUX webinars: Dimming LEDs, LUX your independent guide to lighting 2016.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.